DIALOGISMO POST MORTEM: ESPAÇO E FOCALIZAÇÃO EM PEDRO PÁRAMO

Autores

Jefferson Cardoso Oliveira
Centro Universitário UNIESP

Sinopse

Propomos, nesta pesquisa, a análise de alguns dos elementos que compõem a complexa espacialidade presente em Pedro Páramo, verificando como esses elementos espaciais se relacionam com a focalização e a estruturação da narrativa do único romance do escritor mexicano Juan Rulfo. Nossa pesquisa contempla as relações entre espaço e focalização que está compreendida no terceiro modo da abordagem proposta por Luis A. Brandão, além de aspectos do segundo modo que relaciona o espaço e a estruturação do texto. Também estão contempladas as considerações críticas apontadas por Ozíris B. Filho sobre o espaço da narração e o espaço da narrativa.  Por ser uma história contada sob a perspectiva de múltiplos narradores que já morreram, as configurações de tempo e espaço que regem o romance assumem características absolutamente atípicas. Tais características estão fortemente ligadas à peculiar estruturação da narrativa e ao comportamento das personagens e narradores que oferecem um ângulo post mortem de suas histórias. Devido ao rompimento das barreiras que separam vida e morte, as personagens se movimentam por diversas camadas de tempo e espaço, fadadas a se repetir ao pagar suas penas e reiterar a morte indefinidamente por Comala, cidade fantasma onde a narrativa está situada.

Capa para DIALOGISMO POST MORTEM: ESPAÇO E FOCALIZAÇÃO EM PEDRO PÁRAMO
Publicado
outubro 15, 2021
Categorias